#ADIAENEM

    Com a manutenção da data do ENEM para o final do ano, ficou claro para muita gente que quem sairia perdendo mesmo nessa situação seriam os alunos de escolas públicas, que têm pouquíssimo suporte para estudarem para as provas - principalmente quando comparados com alunos de escolas privadas, com uma infraestrutura financeira e social muito maior. Nós percebemos que seria necessário fazer algo para mudar a situação, que uma geração não poderia ser perdida. 

  Foi assim que decidimos juntar diversos grêmios estudantis, cursos populares e instituições de ensino do Brasil todo, da rede pública e privada, em volta de uma carta, um documento único que expressasse todos os argumentos e exigências dos jovens brasileiros em relação à situação.

    Essa carta está sendo enviada para diversas autoridades do governo e será divulgada em diversos veículos da mídia nacional no dia 15 de maio - data simbólica para a luta pela educação brasileira.

Preencha o formulário para dar o endosso da sua instituição à carta